West Reis, pioneiro no gênero musical trapseiro, lança single “Aquele Chá” pela Carcará Records

West Reis, pioneiro no gênero musical trapseiro, lança single “Aquele Chá” pela Carcará Records

Com uma batida animada, o cantor e compositor nordestino West Reis, lança nesta sexta-feira (19), a música “Aquele Chá”, mais um lançamento da Carcará Records. A faixa é uma composição autoral e chega estreando o ritmo “trapseiro”, estilo musical criado pelo próprio artista e que busca unir o trap com o piseiro, os dois estilos musicais mais populares do Nordeste. “Aquele Chá” já está disponível em todos os apps de música.

O novo som marca o início de uma nova era da carreira do cantor, que teve seus últimos lançamentos em 2020, sendo os EP’s “Selva” e “Isso que é foda”. A faixa também é uma forma de se reapresentar para o público e a oportunidade de mostrar também a sonoridade “trapseiro”, idealizada pelo artista, para os amantes da música brasileira e do seu trabalho.

O gênero musical que a nova faixa carrega surgiu após um longo período de estudo sonoro e estético do cantor. O trapseiro busca construir uma sonoridade nova que une efeitos do trap – subgênero do rap – com o piseiro – subgênero do forró. Com o objetivo de imprimir uma estética versátil e única com as inspirações de Matuê e João Gomes, o estilo une o popular e o urbano, de modo que venha a alcançar as ruas, as rádios, os bailes e as resenhas.

“Esse estilo é a junção do trap com o piseiro, só que dentro dessa nova sonoridade tento trazer a minha identidade que venho carregando desde o começo com o trap. A ideia desse estilo surgiu quando me vi em um momento da minha carreira em que precisava abrir minha mente e estava na hora de fazer outras coisas. Além disso, também estavam surgindo outras oportunidades de estar com outros artistas, outros gêneros, como o forró e o batidão… Isso influenciou muito na idealização do trapseiro”, afirma West Reis.

Sobre o novo estilo, West ainda comenta: “A ideia com o trapseiro é juntar a galera do ‘underground’, do trap e também os já profissionais para ganhar mercado. Creio que todos os artistas se unindo e trabalhando juntos, podemos crescer e apresentar esse novo estilo musical para todo o país. Vemos muitos artistas do forró escutando e consumindo o trap. Vir com essa junção do trap com o piseiro, tanto na estética de voz, quanto na batida e na mixagem, é algo que pode impactar e surpreender eles de verdade”.”.

“Aquele Chá” traz uma letra autoral sobre vivências do próprio cantor em uma relação amorosa. Sobre o processo de composição, West também afirma: “Para essa música criei a base do ‘trapseiro’ e me veio a ideia da composição, o início da música, as primeiras palavras e o tema que iria abordar naquele momento, que era o que estava acontecendo ao meu redor. Me baseei basicamente nisso e na loucura das pessoas no pós pandemia, nesse caos todo. Isso também influenciou muito”.

Quanto às expectativas para o lançamento da faixa, West completa: “Espero que o meu público absorva da melhor forma, e que quem não me conhece ainda também curta essa nova sonoridade que estamos tentando passar”, finaliza.

Higor Vicente

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

%d blogueiros gostam disto: