Tributo emocionante: artista lança álbum para homenagear a obra de Waldick Soriano

Há 14 anos, o Brasil perdeu um dos maiores ícones da música brega e romântica do país: Waldick Soriano. O queridinho do público segue inspirando milhares de artistas que permanecem viva a obra do cantor baiano. Entre eles está Carmim, jovem que lança a carreira musical com uma bela homenagem ao seu ídolo.

O astro da música baiana esteve presente na vida do jovem desde sua infância, por influência da sua mãe. Em homenagem à dona Carminda Novais, o cantor lança nesta sexta-feira, 05, “Torturas de Amor” com 11 faixas, o álbum traz uma seleção cuidadosa de clássicos como “Eu Não Sou Cachorro Não”, “O Moço Pobre” e “Amor Vagabundo”.

Produzido por Mansur Santos, as canções são a mistura do saudoso brega com o atual arrocha, sendo assim, ritmo intitulado carinhosamente de bregarrocha Cada música é uma homenagem tocante ao legado musical de Waldick Soriano, que conquistou o coração de milhões de fãs com suas letras emotivas e melodias cativantes.

“O meu amor pela minha mãe está em todos os detalhes deste trabalho. Desde a capa,
até a escolha das músicas. Esta noite eu queria que o mundo acabasse foi escolhida pelo
fato de ela sempre cantá-la na maior altura quando tocava. Me lembro da minha mãe, enquanto lavava roupas – ela era lavadeira de profissão – cantando alto enquanto trabalhava.”

O “Torturas de Amor”, de Carmim, é uma bela homenagem a um dos maiores ícones da música brasileira, e uma oportunidade para as novas gerações conhecerem e apreciarem o trabalho de Waldick Soriano. Sua voz e suas letras continuam a emocionar e inspirar, e este álbum é uma prova disso.

A estreia musical de Carmim está repleta de simbolismos. A data para o lançamento é próxima ao Dia das Mães, sendo o repertório obrigatório nas festividades em família. Nesta sexta, 5, chegará em todas as plataformas digitais na próxima sexta-feira, 05, às 19h, nos perfis oficiais do músico, as faixas e videoclipes. No Youtube já é possível ter uma prévia. A canção inédita “Sentimento não é diamante”, já conta com mais de 50 mil visualizações.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *