Mariana Lewis é indicada como “Melhor Atriz de Drama” no LA Webfest por sua atuação na série “Medea”

A atriz brasileira, Mariana Lewis, de apenas 18 anos e que atualmente vive na Inglaterra, acaba de ser indicada ao LA Webfest, festival internacional de audiovisual sediado em Los Angeles, nos EUA. A jovem concorre como “Melhor Atriz de Drama” por seu protagonismo na série “Medea”, trama na qual também soma outras seis indicações no festival. O projeto está disponível na Amazon Prime

Idealizada e produzida pelo Canal Demais, com direção da própria Mariana e direção de fotografia de Quentin Lewis, a série é baseada na tragédia grega ‘Medea de Eurípides’ e conta a história de Medeia, mulher abandonada pelo marido, Jason, e que planeja se vingar dele. Esta versão é filmada no metaverso usando o software 3D gratuito Unreal Engine. A maioria das cenas do projeto foi filmada com um Iphone.

Na série, Mariana dá vida à personagem Medeia e a vê como uma heroína feminista. “Ela sacrificou tudo pelo marido. Ela traiu sua família e seu país por ele. No entanto, ela é abandonada por ele, como tantas mulheres são abandonadas por seus maridos e deixadas com filhos pequenos para criar. Medea vinga esta traição de uma forma horrível. Eu queria apresentar essa vingança como o maior sacrifício que uma mulher pode fazer”, afirma a atriz. 

Seu talento, preparação e construção do personagem somaram e contribuíram para a indicação da atriz ao festival. Apesar de viver o papel de Medeia tão bem, Mariana conta ter sido desafiador o desenvolvimento da personagem. 

“Medea parece constantemente zangada ou manipuladora. Ela não mostra muita fraqueza. Eu queria que o público simpatizasse ou pelo menos entendesse seu ponto de vista.Nas primeiras discussões na pré-produção, discutimos a tentativa de apresentar Medeia como uma heroína feminista. Isso é muito controverso devido ao ato de infanticídio que é o ápice do roteiro. Para cada cena, escolhi momentos específicos para mesclar de momentos de raiva para momentos de tristeza silenciosa e frustração ameaçadora. Espero que essas mudanças repentinas ajudem a transmitir uma sensação de instabilidade psicológica no personagem”, conta a atriz.

Sobre os parceiros de cena, ela completa: “Trabalhar com Ciaran Barata-Hynes, que interpreta Jason, e Louise Devismes, que interpreta Aegis, me ajudou a extrair o máximo do personagem de Medeia. Eles são atores maravilhosamente talentosos para se trabalhar”.

Para Mariana, concorrer como “Melhor Atriz de Drama” no LA Webfest é um grande reconhecimento. “É tão maravilhoso receber uma indicação de atuação do LA Webest. Los Angeles, Hollywood, esses lugares têm muito significado cultural. Receber uma indicação em Los Angeles é especialmente gratificante. Este projeto em particular é muito inspirado na era de ouro de Hollywood com referências a Film Noir, Hitchcock e Herrmann, por isso também é maravilhoso receber qualquer reconhecimento de um festival baseado em Hollywood”, completa a atriz.

A atriz já faz história somando muitas indicações e seis prêmios como “Melhor Atriz” em festivais internacionais, como Rio Webfest (2 prêmios), Miami Webfest, Apulia Webfest, Asia Webawards, Sicilia Webfest.

Além da indicação de “Melhor Atriz de Drama”, representada por Mariana, o projeto concorre nas categorias, “Melhor Série”, “Melhor Filme Fantasia”, “Melhor Produção Design”, “Melhor Efeitos Especiais”, “Melhor Nomeação Especial” e “Melhor Música”, devido à trilha feita por Quentin Lewis especialmente para o filme e que já está disponível no Spotify.

A série “Medea” já recebeu o prêmio de “Melhor Efeito Especial” no Cusco Webfest, sediado no Peru. “Medea” já está disponível na Amazon Prime.

Assista ao trailer da série:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *