Fã de Britney Spears, Ale Monteiro fala sobre a artista: “Grande símbolo de liberdade”

Fã de Britney Spears, Ale Monteiro fala sobre a artista: “Grande símbolo de liberdade”
O diretor artístico explica ainda como Britney criou uma identidade para a geração que acompanhou seus grandes sucessos.
Ter um ídolo ou uma referência artística, aproxima o público do padrão considerado perfeito. Todo mundo quer estar estiloso e o mais próximo possível deste referencial, então, ao ver uma celebridade que admira usando algum acessório, roupa ou corte de cabelo, as pessoas acabam aderindo, justamente pelo fato de “pertencer”. A moda e o estilo falam muito sobre esse pertencimento.
A artista Britney Spears, que completa 40 anos nesse início de dezembro, foi um ícone de sua década, marcante na vida de muitos fãs. O diretor artístico, Ale Monteiro, explica como esses ídolos constroem as identidades de cada geração.
“Conforme o padrão vai mudando, novos ídolos vão surgindo e assim vai se construindo a sua identidade. A identidade visual movimenta e globaliza as indústrias de moda e beleza. Os artistas  estão sempre trabalhando para influenciar, no que usamos. Britney Spears trouxe o renascimento do pop no final dos anos 90 e esse estilo permaneceu por uma década. O bronzeado, o brilho labial, a calça boca de sino com top… além da influência nos cortes de cabelo. Nada é por acaso, é tudo muito bem pensado”, explica ele.
Fã da princesa do pop, para Ale Monteiro, o look mais icônico de Britney é o macacão de látex vermelho de seu clipe “Oops”.
“Acho o macacão vermelho uma peça icônica da Britney. É ousado para época, ano de 1999, aliás, é ousado até nos dias de hoje! Uma produção sexy sem ser vulgar. Essa é uma marca incrível da Britney, que era idolatrada por crianças e adultos”, relembra Ale.
Muito tem se falado em liberdade para a artista. O movimento “#freebritney” é uma ação social iniciada na internet pelos fãs da cantora, que exige o fim da curatela exercida por seu pai, que começou em 2008. Ale Monteiro conta da importância desse movimento para o mundo.
“Britney é e sempre será um grande símbolo de liberdade. Estou muito feliz com esse desfecho libertador e acredito que o mundo ficou mais leve de saber que hoje ela tem sua vida de volta. As músicas dela são hinos para a comunidade LGBTQIA+ e símbolo de diversão e autenticidade para todos que ouvem, o mundo se sente livre junto com ela”, declara.

Higor Vicente

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

%d blogueiros gostam disto: